Skip navigation


Visite o blog do poeta

      ANJOS DECADENTES

É meu esse desejo veemente
Louco eu, anjo decadente que sou
Meu caminho é de pedras
Pedras das quais nascem flores
Flores que nascem da dor

Eu sou asa, gosto de estar no ar
Gosto mesmo é de sonho
E sonhando eu vou voando
Flap, flap, sem parar

Eu sou anjo livre que não se prende
Que voa mais alto que mil “Ícaros”
Asa fagueira de sonhos
Rasga o infinito sem fronteiras

Anjo solitário que definiu seus horizontes
Mas sou assim, meu desejo é meu fôlego
Por ser assim rebelde
Anjo sem paraíso me tornei.

J. Sollo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

The Picture Book Review

Reviews of Children's Board Books, Picture Books, Activity Books, and Graphic Novels

Portal CQC

Seu portal de notícias sobre o CQC!

Pe. Joãozinho, scj

Just another WordPress.com site

Danimaiolo's Blog

Just another WordPress.com site

%d blogueiros gostam disto: