Skip navigation


 

 

SONHOS DE INFÂNCIA

Casa de varanda e casa de sobrado

Menino de pés descalços, gosto de liberdade

Pedra de cantaria decora nossas paredes nuas

Sonho de colorir velhos sonhos de infância

Passos curtos marcam nossa calçadas

Procuram talvez marcas que o tempo olvidou

Buscam por dentro o já morto menino

Marcas de nas pedras que duram um verão

Gosto acerbado ‘inda me vem à boca

Por lembrar das quimeras que ontem sonhei

Dragões, cavaleiros, mil batalhas de infante

Um tempo perdido que nunca esqueci

Ainda que cedo ou tarde talvez

Nos olhos eu trago a esperança fugaz

D’outra vez navegar nesses devaneios

Que a prata dos anos tingiu sem pesar.

J. Sollo
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

The Picture Book Review

Reviews of Children's Board Books, Picture Books, Activity Books, and Graphic Novels

Portal CQC

Seu portal de notícias sobre o CQC!

Pe. Joãozinho, scj

Just another WordPress.com site

Danimaiolo's Blog

Just another WordPress.com site

%d blogueiros gostam disto: