Skip navigation


Certa vez uma jovem o inquiriu sobre a vocação: – mestre como eu faço para descobrir minha verdadeira vocação e depois de descobri-la não me desviar? Mestre Jonas respondeu-lhe:

– Ore a Deus para que Ele abra seu coração e seus olhos ao amor. Quem saber ver além dos olhos sempre verá mais que dois, mais, do que mil. Gotas de água da chuva caem no rio sem enchê-lo, depois que a chuva passa, ele volta à tranqüilidade. Ser constante é melhor que ter iniciativa, assim continuar é melhor que começar. Alguém veio avisar ao mestre que tencionavam matá-lo para calar sua voz. Depois de refletir muito ele achou melhor se ocultar por uns tempos e meditar ainda mais sobre esses mistérios. O mestre sabia que não se enfrentam armas com palavras, mas ele próprio desprezava a violência e também sabia do perigo do povo se revoltar e transformarem sua morte em um banho de sangue. Retirou-se sem que ninguém percebesse para um local solitário e desconhecido das massas, mas ali mesmo entre amigos continuava a ensinar. – o caminho dos homens corre diverso do caminho de Deus, no entanto a compreensão do mistério é possível para todos que o bus-carem. Quando soube que o perigo já passara mestre Jonas, decidiu partir de onde se encontrava para continuar sua busca. Sabia que seria uma busca árdua, mas essencial para o crescimento de seu es-pírito. Assim ele seguia tratando a todos com bondade e gentileza. Mesmo aos que o desprezavam, demonstrava genuína simpatia. “o caminho de todo homem que deseja mantê-lo reto é geralmente de pedras e espinhos”. Partindo de onde se encontrava bem distante dali entrou em uma cidadezinha, como era seu costume procurou uma pracinha onde começou a falar para os que quisessem escutá-lo. – Considerem em seu coração que o homem deve identificar o que o aflige, para contrabalancear com atitudes opostas: para o or-gulho, humildade; para o ódio, amor; para o egoísmo, generosidade; para a ignorância, busca de conhecimento; para o mal., o bem. Agin-do assim sempre tereis equilíbrio.
Após dois anos de intensas viagens e maus tratos ao corpo o sábio começou a sentir os efeitos da vida árdua. Sentiu-se doente e meditou nesses termos: “a vida do homem é dura, mas mesmo assim sinto a presença de Deus, como no dia da fortuna e glorias o homem
põe-se diante dele; na miséria que nos acomete devemos ceder á sua vontade, ofertando-lhe nossas dores. De fato após isso piorou bastante, vindo a sofrer um enfarte que por pouco não lhe tirou a vida. Aconteceu que estando o mesmo em uma pracinha discursando para quantos o ouvissem, subitamente sentiu forte dor no peito, como se o atravessasse, seguida de abun-dante suor e falta de ar. Populares correram a acudi-lo. Um deles que possuía alguns conhecimentos de primeiros socorros percebeu tra-tar-se de um ataque cardíaco, e apressou-se em ajudá-lo. Sentou-o no chão com as costas apoiadas num banco da praça, pediu a alguém que chamasse uma ambulância, enquanto cuidava de observar sua respiração e pulso. Cuidados esses que salvaram a vida do velho mes-tre. Todavia, mestre Jonas já estava bem velho e não poderia dali em diante continuar suas viagens em busca do supremo conheci-mento. Quando ficou melhor o velho aceitou o convite de alguns amigos que nutriam por ele grande veneração para que se hospedas-se com eles. Aceitou de coração a ajuda e assim que se sentiu mais forte, encontrou-se disposto a seguir caminho. Apesar de o admoestarem de que sua saúde era delicada e que melhor seria descansar mais, mestre Jonas disse simplesmente: – Vou de encontro ao meu destino. Vim a esse mundo para servir, o operário de Deus é menor que sua obra; devo continuar minha busca – e partiu sem destino certo. Mestre Jonas agora caminhava mais devagar, mas não obstan-te isso chegava aonde desejava, e difundia seu conhecimento aos que o buscavam. Alguém do meio do povo: – Mestre é possível agradar a Deus e aos homens? Como? – Sim com essas duas coisas poderás agradar a Deus e também aos homens: seja bondoso e fiel. Nas tuas sendas siga sempre reto não comprometas o nome de Deus nem o teu próprio, siga firme em tua fé e não vacilareis
.
Anúncios

2 Comments

  1. Bem pessoal a vocês que acompanharam a saga de mestre Jonas com carinho só tenho a agradecer, coloco pra vocês aqui o link da parte derradeira, boa leitura e aguardo seu comentário.Beijos a todos, basta clicar no link para ler o final.http://jorgecosta1965.spaces.live.com/blog/cns!A62E62AAFBAB54D!557.entry

  2. Jorge o Mestre Jonas não deve morrer, nem se calar pois os Sábios não morrem nunca .Gostei muito espero ler muitos outros. acredite no seu talento de escritor, parabens, abraços..Jane freitas


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

The Picture Book Review

Reviews of Children's Board Books, Picture Books, Activity Books, and Graphic Novels

Portal CQC

Seu portal de notícias sobre o CQC!

Pe. Joãozinho, scj

Just another WordPress.com site

Danimaiolo's Blog

Just another WordPress.com site

%d blogueiros gostam disto: